Screenshot 2022-05-05 at 11.18.07.png

OBJECTOS DE LUZ 

Portugal, Doc 67'

Bando à Parte

Realizadores: Acácio de Almeida & Marie Carré

A evocação da luz no cinema leva a Personagem do Homem da Luz a reflectir sobre ela, sua essência e as suas múltiplas manifestações numa revisitação a espaços geográficos e de memórias.

  • Locarno 57th IFF 2022 

PRÉMIOS E FESTIVAIS.

Captura de ecrã 2021-10-04, às 16.08_edi

DISTOPIA 

Portugal, Doc 62'

Bando à Parte

Realizador: Tiago Afonso

Ao longo de treze anos, de 2007 a 2020, o filme acompanha a mudança no tecido social da cidade do Porto. Demolições, expulsões e realojamentos que afetam a comunidade cigana do Bacelo, a população do Bairro do Aleixo e os vendedores da Feira da Vandoma.

​· DocLisboa – Festival Internacional de Cinema (Portugal)
- Prémio Escolas ETIC Melhor Filme Competição Portuguesa - Prémio HBO Melhor Filme Competição Portuguesa
· Porto/Post/Doc - Film & Media Festival (Portugal)
- Prémio Competição Cinema Falado
· MAFIC - Málaga International Film Festival (Espanha)
· Festival Global de Cinema de Ischia (Itália)

PRÉMIOS E FESTIVAIS.

PPD21-Arte-da-Memoria (1)_edited.jpg

A ARTE DA MEMÓRIA

Portugal, Doc 60'

Bando à Parte

Realizador: Rodrigo Areias

A arte da memória é uma técnica clássica que associa imagens a lugares por meio de um processo de lembrança e significação. A partir da memória de locais e do seu contexto, o documentário mergulha no processo criativo de três artistas visuais contemporâneos: Daniel Blaufuks, Pedro Bastos e José Rufino. Apesar das diferentes abordagens de expressão de cada autor, encontramos pontos de comunicação na forma como a memória opera em suas obras. Ao vasculhar os acasos e a desordem, chegamos à mitologia pessoal do diretor, assumindo que a memória é uma ficção como qualquer filme.

 

· Mostra de São Paulo – Festival Internacional de Cinema (Brasil)

· WFCS - World Film Carnival - Singapore (Singapura) - Prémio Documentary Film Critic’s Choice Award
· Echo BRICS Film Festival (Rússia)
· LEFFEST – Lisbon & Sintra FIlm Festival (Portugal)
· Porto/Post/Doc (Portugal)

PRÉMIOS E FESTIVAIS.

kinorama.jpeg

KINORAMA - CINEMA FORA DE ÓRBITA

Portugal, Doc 80'

Bando à Parte

Realizador: Edgar Pêra

 É um filme no formato tridimensional, uma cine-investigação sobre a relação do transe com o acto de ver cinema. Tendo como ponto de partida o facto de o cinema ter saído da órbita das salas (à excepção do cinema 3D) KINORAMA vai, no entanto, além do Além-Cinema, debruçando-se, entre outras coisas, sobre a forma como lidamos com a realidade, e a sua relação com a vida e a arte.

 


· Rotterdam International Film Festival (Paises Baixos)
· DocLisboa - Festival Internacional de Cinema (Portugal)

PRÉMIOS E FESTIVAIS.

Captura de ecrã 2022-07-06, às 18.12.19.png

A TÁVOLA DE ROCHA

Portugal, Doc 94'

Bando à Parte

Realizador: Samuel Barbosa

O filme documentário propõe um reencontro espácio - temporal de todo o trabalho de fundo que existe nos filmes de Paulo Rocha. É uma pesquisa a partir das pessoas, personagens, lugares, décors, artes e artistas que, em forma de testemunho, propõem uma reflexão sobre a interacção de Paulo Rocha com eles.

· Festival Internacional de Cinema de Locarno (Suíça)

· Mostra de São Paulo – Festival Internacional de Cinema (Brasil) · Festival Internacional de Cinema de Jeonju (Coreia do Sul)
· BAFICI - Festival Internacional de Cinema Independente de ·Buenos Aires (Argentina)

· Festival Cinematográfico Internacional do Uruguai (Uruguai)
· PriMed - International Festival of Mediterranean Documentary Film and Reportage (França)
· MALBA – Festival de Cine Museu de Arte Latino Americano de ·Buenos Aires (Argentina)
· IndieLisboa – Festival Internacional de Cinema (Portugal)
· Festival Caminhos do Cinema Português (Portugal)

PRÉMIOS E FESTIVAIS.

BLUE BREATH 3.jpg

HÁLITO AZUL

Portugal - Finland - France 2018 Doc, 81'

Bando à Parte - Oktober - Gladys Glover

Realizador: Rodrigo Areias 

 

Esmagada contra o oceano pela encosta de um vulcão, Ribeira Quente é uma vila da Ilha de São Miguel, nos Açores, que atravessa os últimos dias de uma atividade piscatória como a conhece.

· Locarno International Film Festival - First Look - work in pro- gress (Suíça)

· Mostra São Paulo International Film Festival (Brasil)
· Mumbai International Film Festival (Índia)
· Festival Internacional de Cine de Guadalajara (México)

Festivais (Outros)
· Kalajoki Film Fest (Finlândia)
- Prémio Special Jury Prize
· Ismaília Film Festival (Egipto)
- Prémio Best Documentary Award Special Jury Prize
· PriFilmFest - Prishtina International Film Festival (Kosovo)
- Prémio Best Documentary
· Paris Film Festival (França)
- Prémio Menção Honrosa
· Festival Interférences (França)
- Prémio Special Mention Student’s Jury Award

PRÉMIOS E FESTIVAIS.

Quatro Estações e Outono _ 3.jpg

QUATRO ESTAÇÕES E OUTONO

Portugal, 2018 Doc, 85'

Bando à Parte

Realizador Pedro Sena Nunes

Jorge Listopad é um dos mais notáveis artistas europeus. No auge dos seus 93 anos, com cerca de 60 peças de teatro encenadas e 50 livros de prosa, poesia e ensaio, assim como inúmeros prémios, Jorge Listopad é o centro deste retrato intimista que dará a conhecê-lo como artista, filósofo, criador, pensador, escritor, professor, mas acima de tudo, Jorge Listopad, o Homem.

​​

· Ji.hlava International Documentary Film Festival (República Checa)

Festivais (Outros)
· Portobello Film Festival (Inglaterra)
· Kazan International Muslim Film Festival (Rússia)
· International Documentary Festival of Ierapreta (Grécia)
· Madrid International Film Festival (Espanha)
· Intima Lente/Intimate Lens – Festival of Visual Ethnography (Itália) · MDOC – Festival Internacional de Documentários de Melgaço (Portugal)
· Festival de Cinema de Avanca (Portugal)
· DocLisboa – Festival Internacional de Cinema (Portugal)

PRÉMIOS E FESTIVAIS.

slidsubbo.jpg

ALIS UBBO

Portugal, 2019 Doc, 63'

Bando à Parte 

Realizador: Paulo Abreu

Depois da crise, veio o turismo e a transformação da cidade de Lisboa. Alis Ubbo (“porto seguro”, em fenício), acompanha com ironia os dois últimos anos de mudança da paisagem urbana lisboeta.

· Festival de Cinema Luso Brasileiro de Santa Maria da Feira (Portugal) - Prémio Público
- Prémio Melhor Actor
- Prémio Especial Júri
· International Golden Saffron Documentary Film Festival (Turquia)
· FIDBA – International Documentary Film Festival de Buenos Aires (Argentina)
· Golden Tree International Documentary Film Festival (França) · Ecozine Film Festival (Espanha)
· Cinema Urbana – Architecture Film Festival Brasilia (Brasil)
· Festival de Cine de Bogotá (Colômbia)
· Rotterdam Architecture Film Festival (Países Baixos)
· International Changing Perspectives Film Festival (Turquia)
· Close Up: Ville Architecture et Paysage au Cinéma (França)
· Seoul International Architecture Festival (Coreia do Sul)
· DocLisboa – Festival Internacional de Cinema (Portugal)

PRÉMIOS E FESTIVAIS.

HOMEM_PYKANTE_-_DIÁLOGOS_kOM_PIMENTA_4.jpg

O HOMEM PYKANTE - DIÁLOGOS COM PIMENTA

Portugal, doc, HD, 2018, 75´

Bando à Parte

Realizador: Edgar Pêra

“Um sorriso é mais barato que a electricidade e dá mais luz à mocidade"

 

O Homem-Pykante – Diálogos com Pimenta não é um documentário de homenagem, é um filme poético de celebração da obra de Alberto Pimenta, fruto de uma amizade e cumplicidade mantidas ao longo dos últimos 24 anos. Pimenta é um artista, “que se considera um “tolerado”, no mesmíssimo sentido do termo administrativo com que eram designadas as prostitutas em Portugal até cerca de meados do século XX”, como um dia escreveu. Alberto Pimenta, que divide os poetas em “tolerados“ e “tolerantes”, é autor de uma vasta obra poética e performática insubmissa e desafiante.  O ponto de partida deste filme são os arquivos, filmados por Edgar Pêra entre 1994 e 2018, de performances, conversas e leituras de Alberto Pimenta, material cinético que foi depois objecto de pré-selecção pelo poeta Manuel Rodrigues e posteriormente montado por Pêra. O Homem-Pykante – Diálogos com Pimenta  é um dos (muitos) resultados possíveis.

· Festival Internacional de Cinema de Roterdão (Países Baixos)

· Mostra de São Paulo – Festival Internacional de Cinema (Brasil)

· The Grand Budapest Film Festival (Hungria)
· Intima Lente/Intimate Lens Film Festival of Visual Ethnogra- phy (Itália)
· CINERAMABC International Film Festival (Brasil)
· International Documentary Festival of Ierapreta (Grécia)
· South Europe International Film Festival – Valência Edition (Espanha)
· Olhares Frontais – Encontros de Cinema de Viana do Castelo (Portugal)
· IndieLisboa – Festival Internacional de Cinema (Portugal)
· Caminhos do Cinema Português (Portugal)
· Avanca Film Festival (Portugal)
· FOLIO – Festival Literário Internacional de Óbidos (Portugal)

PRÉMIOS E FESTIVAIS.

O-ESPECTADOR-ESPANTADO-THE-AMAZED-SPECTATOR-1024x576.jpg

O ESPECTADOR ESPANTADO

Portugal, 2016, 3D, 70', Cor

Bando à Parte

Realizador: Edgar Pêra

“Espantar-se é interrogar”.O ESPECTADOR ESPANTADO é uma cine-investigação sobre o acto de ver cinema. Um diálogo entre diferentes tipos de espectadores: o que é mais cinema?
– ver o Citizen Kane num telemóvel ou ver um jogo de futebol projectado numa sala de cinema? O que é o Cinema da Incerteza? Quantos tipos de espanto existem? O Medo e a Crença precedem o Espanto? Quais são os direitos e deveres do espectador? Os filmes de ensaio são manifestos contra o voyeurismo? Os espectadores deveriam ser pagos? O que espanta hoje um espectador?

· Festival Internacional de Cinema de Roterdão (Países Baixos)

· BAFICI – Festival Internacional de Cinema Independente de Buenos Aires (Argentina)
· Festival Internacional de Cinema de Jeonju (Coreia do Sul)
· Mostra de São Paulo – Festival Internacional de Cinema (Brasil)

· DocLisboa International Film Festival (Portugal)
- Prémio Melhor Filme Português Competição Schools Award ETIC · Millennium Docs Against Gravity Film Festival (Polónia)
· Bildrausch Film Festival (Suíça)
· Camerimage – International Film Festival of the Art of Cine- matography (Polónia)
· Manaki Brothers Film Festival (Macedónia)
· Geneve International Film Festival (Suíça)

PRÉMIOS E FESTIVAIS.

phill.jpg

PHIL MENDRIX

Portugal, 2015, DOC, 70', Cor

Bando à Parte

Realizador: Paulo Abreu

A vida atribulada de Filipe Mendes, um dos melhores guitarristas portugueses de sempre. Desde 1965, fez parte de bandas como os Chinchilas, Roxigénio, Psico, Heavy Band, Irmãos Catita e Ena Pá 2000, Os Charruas, Phil Mendrix Band entre outras. Construído a partir de materiais filmados entre 1994 e 2013, o filme é também o retrato de uma época em que, em Portugal, se descobriu e explorou o rock.

· DocLisboa – Festival Internacional de Cinema (Portugal)
- Prémio Público
· MuviLisboa – Festival Internacional de Música no Cinema (Portugal)
- Prémio Júri
· In-Edit Brasil – Festival Internacional do Documentário Musical – Panorama
Mundial (Brasil)
· MIMO Festival (Portugal)
· Festival de Cinema Luso Brasileiro de Santa Maria da Feira (Portugal)
· Porto/Post/Doc (Portugal)

PRÉMIOS E FESTIVAIS.

adintove.jpg

DESEJOS DE MÃE / MOTHER'S WISH

Finland - Denmark - Sweden - Portugal - 2015, DOC , 85', HD

Oktober - House of Real - Mantaray Films - Bando à Parte 

Realizador: Jonas Berghal
 

“Mother’s Wish” é um documentário que reúne histórias de mulheres em diferentes partes do mundo. Contadas em paralelo, as histórias destas mulheres formam um filme poético e intenso sobre a maternidade e o amor: desde o momento após o primeiro parto, do orgulho de uma mãe no primeiro dia de escola da filha e a saudade e as preocupações de uma mãe que trabalha longe da filha; mas também dos efeitos de acontecimentos trágicos, como as cicatrizes emocionais deixadas por interrupções de casamentos- forçados ou não – mas acima de tudo as histórias falam de sobrevivência: mulheres que têm lutado pela vida contra todas as probabilidades. Elas dão esperança ao espectador para um amanhã melhor.

· Tampere International Film Festival (Finlândia) · Documenta Madrid (Espanha)
· Millenium Docs Against Gravity Film Festival (Polónia) · Galway Film Fleadh (Irlanda)
· Pärnu International Documentary

PRÉMIOS E FESTIVAIS.

stillness.jpg

STILLNESS

Portugal, 2014, 3D, 7', Cor

Bando à Parte

Realizadores: Edgar Pêra

Stillness é um foto-filme mutante, nascido de diferentes projectos, uns do passado e outros do futuro: um foto-diário 3D do campo de concentração de Auschwitz em 2011, e alguns frames retirados do projecto Lisboa Verde 3D, sonorizados pela Mellotronix Sounds Kompany – e pela leitura do primeiro parágrafo de “The Call Of Cthulhu”, de Howard Phillips Lovekraft. Este texto de 1926, antecipa os holocaustos do séc. XX.

 

· Oberhausen International Film Festival (Alemanha)

Festivais (Outros)
· Midnight Sun Film Festival (Finlândia)
· Festival Internacional de Curtas-Metragens de Vila do Conde (Portugal)

PRÉMIOS E FESTIVAIS.

DOUBLE_PLAY_still_2-1024x576_edited.jpg

DOUBLE PLAY James Benning & Richard Linklater

USA - France -Portugal - 2013, DOC, 70', HD

Double Play Films - Gladys Glover - Bando À Parte

Realizador: Gabe Klinger

Um retrato documental da amizade entre os prestigiados cineastas James Benning and Richard Linklater que combina conversas filmadas e extenso material de arquivo de forma a explorar ligações e divergências nas respetivas abordagens à vida e ao cinema.

· Venice Internacional Film Festival (Itália)
- Prémio Leão Melhor Documentário
· Rotterdam International Film Festival (Países Baixos)

· Mostra Internacional de Cinema de São Paulo (Brasil)
· CPH: DOX – Copenhagen Documentary Film Festival (Dinamarca) · FICUNAM – Festival Internacional de Cine UNAM (México)
· Viennale – Festival Internacional de Cinema de Viena (Áustria) · BAFICI – Festival Internacional de Cinema Independente de Buenos Aires (Argentina)
· FIDMarseille – Festival Internacional de Documentários (França) · Toronto International Film Festival – Bell Lightbox (Canadá)
· Festival Internacional de Cinema de Melbourne (Austrália)
· RIDM - Festival Internacional de Documentários de Montréal (Canadá)
· Festival Internacional de Cinema de Jeonju (Coreia do Sul)
· Sydney International Film Festival (Austrália)
· Sevilla International Film Festival (Espanha)
· SXSW – South by Southwest (EUA)

PRÉMIOS E FESTIVAIS.

Captura de ecrã - 2016-12-30, 16.16.38.png

1960

Portugal, 2013, 8 mm, 70', Cor

Bando à Parte

Realizador: Rodrigo Areias

1960 é um home-movie em registo de diário de viagem em super 8 mm.
 Pretendendo através da arquitectura e a partir do “Diário de Bordo” de Fernando Távora revisitar a viagem que o Arquitecto concretizou em 1960.

· Mostra de São Paulo Festival Internacional de Cinema (Brasil)

· Festival de Cinema Luso Brasileiro de Santa Maria da Feira (Portugal)
- Prémio Melhor Filme
· Cine PE Festival Audiovisual (Brasil)
· Play-Doc International Documentary Film Festival (Espanha) · DocLisboa (Portugal)
· Encontros de Cinema de Viana (Portugal)
· Walk and Talk – Azores Arts Festival (Portugal)
· Arquiteturas Film Festival (Portugal)

PRÉMIOS E FESTIVAIS.

A-Causa-e-a-Sombra-Pic05-2-resize.jpg

A CAUSA E A SOMBRA

Portugal, 2012, 95', Cor

Bando à Parte

Realizadores: Tiago Afonso

Para lá da personagem que lutou, o filme é um espaço de encontro e diálogo com a pessoa de Alípio que continua ainda hoje a combater, porventura usando ferramentas diferentes, mas movido pela mesma perseverança.

· Mostra de São Paulo Festival Internacional de Cinema (Brasil)

Festivais (Outros)
· Porto/Post/Doc (Portugal)

PRÉMIOS E FESTIVAIS.

s-l300.jpg

SONHOS ENLATADOS / CANNED DREAMS

Finland - Portugal - 2012, DOC, 75' HD

Realizador: Katja Gauriloff

Oktober - Bando à Parte

 

Uma viagem pela indústria da conservação de alimentos em toda a Europa e todas as suas implicações sociais e económicas inerentes.Durante esta viagem, são igualmente registados as aspirações e sonhos dos trabalhadores. Por detrás de cada produto existem inúmeras mãos, sendo esta imagem uma metáfora duma Europa multicultural.
 

Berlinale - Festival Internacional de Cinema de Berlim (Alemanha)

· HotDocs Canadian International Documentary Festival (Canadá)
· Guadalajara International Film Festival (México)
· BFI London Film Festival (Inglaterra)
· Tallin Black Nights Film Festival (Estónia)
· CPH: DOX – Copenhagen International Documentary Film Festival (Dinamarca)
· Tampere Film Festival (Finlândia)

· Lübeck Nordic Film Days (Alemanha)
- Prémio Documentary Film Prize
· Jussi Awards (Finlândia)
- Prémio Melhor Música
· Cleveland International Film Festival (EUA)

PRÉMIOS E FESTIVAIS.

far_edited.png

MUITO ALÉM

Portugal, 2010, 50', Cor

Bando à Parte

Realizador: Mario Gomes

Ainda havia a esperança de encontrar algo vagamente parecido a memórias algures num pente de slides; nas cores desbotadas de cada fotografia ou mesmo no clic-clic da passagem de uma imagem para outra; no barulho de cada noite de um mês de Agosto igual a qualquer outro mês de Agosto, repleto de matrículas amarelas e roulottes de farturas. Ainda havia alguma esperança, mas as marcas e os traços, que se iam juntando para construir uma lembrança, rapidamente acabaram por emaranhar e diluir-se numa luz difusa e baça de estroboscópio que ia cortando o tempo em troços, em vez de desenhar uma linha, por mais sinuosa que fosse. Então a busca por uma linearidade que pudesse ser a linearidade de uma história, de uma ligação entre um passado e um presente, passou para o domínio do obsessivo, ao ponto de qualquer fio de linho ou qualquer traço contínuo no alcatrão duma Estrada Nacional poder significar a continuidade que a fotografia dos avós, pendurada na parede da cozinha (naquela parede de azulejos tão feios que apenas são bonitos porque sempre lá estiveram), teimava em negar.

· Visions du Réel (França)

· CineEco – Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela (Portugal)
- Prémio Melhor Filme
· IndieLisboa Festival Internacional de Cinema (Portugal)

PRÉMIOS E FESTIVAIS.

mazagan.png

MAZAGÃO, A ÀGUA QUE VOLTA

Portugal, 2008, 58', Cor

Bando à Parte

Realizador: Ricardo Leite

Este é um filme microcósmico sobre uma cidade-fortaleza portuguesa, fundada em 1514 na costa de Marrocos, que foi mais tarde deportada para a Amazónia brasileira em 1769. São quinhentos anos de história tricontinental de duas Mazagão, a que fica e a que atravessa o Atlântico, por elas se entrecruzam povos, religiões e culturas diferentes, portugueses, marroquinos e brasileiros, muçulmanos, cristãos e judeus, negros, brancos e índios. Actualmente na antiga Mazagão, hoje chamada Cité Portugaise, em El Jadida (A Nova), Marrocos, encontramos uma fantástica fortaleza património mundial da Unesco, que pulsa de vida, plena de histórias para contar. Na Mazagão brasileira, no meio da selva amazónica, encontramos a fabulosa Festa de São Tiago, que se realiza anualmente e que celebra até aos dias de hoje o confronto entre cavaleiros cristãos e mouros, o conflito é caótico envolvendo cavalos que correm em torno da vila e de pólvora disparada para o ar. Este é um testemunho singular e intacto de uma épica história que nos faz viajar por diversas realidades, desde o século XIV até aos nossos dias e nos faz repensar o mundo e sua violenta e mágica transformação.

PRÉMIOS E FESTIVAIS.